Fissura anal


Fissura anal

Fissura anal é uma pequena ferida que surge na borda do ânus, mais comumente na linha média posterior. Acomete igualmente homens e mulheres.
O principal sintoma é a dor durante a evacuação, de forte intensidade. Sangramento vermelho vivo também pode acontecer.
A fissura anal pode ser aguda ou crônica. A aguda é mais superficial, mais dolorosa, com pouco tempo de evolução. Já a fissura crônica costuma ser mais profunda, às vezes com exposição das fibras do músculo esfíncter interno e geralmente é acompanhada por uma papila hipertrófica e plicoma sentinela.
fissura

A causa da fissura normalmente é uma contração mais forte do esfíncter interno, que tem contração involuntária. Conhecida como hipertonia, essa contração mais forte impede que a circulação de sangue na região da fissura seja adequada e, durante as evacuações, vai se formando a ferida que tem dificuldade de cicatrizar pelo baixo fluxo sanguíneo local. Hábito intestinal constipado e fezes ressecadas contribuem para a formação da fissura.

.
Existem outras causas menos comuns como DST, câncer de canal anal, doença de Crohn.
O tratamento da fissura pode ser clínico ou cirúrgico. Fissuras anais agudas normalmente respondem bem ao tratamento clínico com medicamentos tópicos (pomadas) que agem na diminuição da contração do esfíncter interno e medicamentos que regularizam o hábito intestinal.
As fissuras crônicas, por outro lado, não respondem bem ao tratamento com medicamentos. Nesses casos é necessária a realização de um procedimento chamado esfincteromia lateral esquerda, em que o músculo esfíncter interno é seccionado parcialmente para diminuir sua contração.
Procure seu especialista.